Voltar para HOME
  Dia de sol na região Notícias policiais da região  
  Notícias policiais da região
Bragança Paulista Polícia Federal deflagra operação contra o desvio de créditos tributários em Bragança Na manhã de ontem, a Polícia Federal esteve em Bragança Paulista, em um condomínio de luxo para desarticular um grupo criminoso que desviava e comercializava créditos tributários da União. Segundo informações da assessoria de comunicação da PF de São Paulo, os agentes deflagraram uma nova fase da operação ‘Manigância’ e há indícios de manipulação de mais de R$ 300 milhões de créditos tributários. O inquérito policial se iniciou em dezembro de 2016, após comunicação da Receita Federal do Brasil sobre possíveis crimes cometidos por parte de uma servidora do órgão. A investigação visava apurar a prática de corrupção passiva e inserção de dados falsos em sistema de informação oficial, por parte de uma analista tributária da Receita Federal em São Paulo. O esquema funcionava da seguinte maneira: créditos lícitos de grandes contribuintes eram selecionados e desviados pelos criminosos, incluindo um falso auditor fiscal, em favor de empresas intermediárias geridas pelos mesmos criminosos. Em seguida, após a captação de possíveis interessados, os créditos eram vendidos fraudulentamente e transferidos aos beneficiários finais da fraude, por meio de pedido eletrônico de compensação e restituição. Os presos responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de associação criminosa, corrupção passiva, inserção de dados falsos em sistemas de informações e estelionato. Vargem Foragido transportando combustível sem nota fiscal é capturado na Rodovia Fernão Dias Na noite de terça-feira, a polícia estava fazendo operação de combate ao crime no pedágio de Vargem, quando abordou um carreta e o motorista disse aos policiais que seguia de São Paulo até Rio de Janeiro. Questionado por estar fora de rota, o motorista não soube informar e apresentou uma nota fiscal de álcool etílico datada de 16 de abril. Realizada vistoria dentro da cabine, os policiais encontraram várias notas fiscais falsas. O proprietário da empresa, que seguia junto, alegou se tratar “apenas” de sonegação fiscal. Sem documentos de identificação, ele informou um nome falso. Após rápida pesquisa aos sistemas de consulta da polícia, foi constatada a sua verdadeira identidade e, contra ele, havia um mandado de prisão pelo crime de receptação qualificada de combustíveis. A procedência do combustível será alvo de investigação. Foram encontrados ainda diversos lacres desviados de empresas do setor sucroalcooleiro, utilizados para fraudar a carga após adulteração. O motorista foi ouvido e liberado.
WebSite desenvolvido por WMB - LTDA (11) 4411-1194 - info@wmb.com.br